Sobre mim

Advogados
Escritório situado na Rua Altamiro di Bernardi, 39, Campinas, 88101-150, São José, SC.
(48) 3241-6083

(48) 99847-5489

(48) 98466-3078

Verificações

Martins & Sousa Advocacia, Advogado
Martins & Sousa Advocacia
OAB 45.143/SC VERIFICADO
O Jusbrasil confirmou que esta OAB é autêntica
PRO
Desde Abril de 2016

Primeira Impressão

(12)
(12)

12 avaliações ao primeiro contato

Mais avaliações

Comentários

(5)
Martins & Sousa Advocacia, Advogado
Martins & Sousa Advocacia
Comentário · há 8 meses
Complicado é caso de dano material que o art. , III da lei 9.099 prevê o local do fato ou domicílio do autor como competência.
E se o réu reside em outro Estado e é pobre como que se resolve esse imbróglio.

Recomendações

(5)
Heraclito Carneiro Ribeiro, Advogado
Heraclito Carneiro Ribeiro
Comentário · há 3 anos
Bela porcaria, isso sim. Só que ninguém da advocacia percebeu ainda, e quando perceberem, já era. Direito do trabalho, meus nobres colegas, é de uma realidade e de um substrato fático e social completamente diversos do direito civil ao qual os defensores de honorários na esfera trabalhista se reportam. Não há, para começo de conversa, igualdade de partes. Temos de um lado o poder econômico do capital, esmagador. De outro, sujeitos subservientes, completamente dependentes do sistema capitalista. Precisam trabalhar para comer, e para isso se sujeitam a qualquer coisa, praticamente. O que vai acontecer, na prática, e isso foi muito bem concatenado pelos maquiavélicos articuladores da reforma trabalhista, é o amordaçamento dos trabalhadores. Qual é, em sã consciência, o trabalhador que vai buscar na Justiça algum direito sabendo que pode perder e daí ter que pagar pro patrão adverso? E não me venham com aquele papinho: "ahh, então se não tem certeza não entre com a ação...", "ahh, vai acabar aqueles pedidos sem fundamento..." ou então "ahh, o advogado fica pescando direitos... vai acabar com isso". Nada disso! Vai acontecer, e digo, para a ENORME MAIORIA DOS CASOS, do trabalhador ganhar alguns dos pedidos, o que é normal, fruto do reiterado descumprimento de leis e acordos pelos entes patronais. Porém, mesmo assim, o empregado vai ao final PAGAR honorários pro advogado do patrão, já bem (suficientemente) remunerado, já que é uma advocacia de partido. É justo? Sinceramente não acho. É um desestímulo à busca da jurisdição para resolução dos problemas, e assim, por outro viés, um GRANDE ESTÍMULO para entres patronais desonestos (sim, existem e muitos) continuarem, ou até ampliarem suas falcatruas, agora sabendo que se o trabalhador, por algum motivo não conseguir fazer prova (o que é comum, e completamente diferente de um pedido "aventureiro") vai perder e lhe pagar honorários, o que fatalmente desestimulará o ingresso e uma ação, mesmo o empregado sabendo que tem razão em muita coisa.

Perfis que segue

(36)
Carregando

Seguidores

(17)
Carregando

Tópicos de interesse

(10)
Carregando
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres
Fale agora com Martins & Sousa
Rua Altamiro di Bernardi, nº 39 - Santa Catarina (Estado) - 88095010

Martins & Sousa Advocacia

Rua Altamiro di Bernardi, nº 39 - Santa Catarina (Estado) - 88095-010

Entrar em contato